Politica

Direcção-Geral da Comunicação Social vai ser extinta e ARC com mais poderes - ministroDirecção-Geral da Comunicação Social vai ser extinta e ARC com mais poderes - ministro

Cidade da Praia, 27 Mar (Inforpress) –  O ministro da Cultura e Indústrias Recreativas, que tutela a Comunicação Social, anunciou hoje a extinção da Direcção-Geral da Comunicação Social, atribuindo mais competências à autoridade reguladora do sector (ARC).

Política
Mais...

Economia

Passar do sistema portuário tradicional ao moderno é o maior desafio da ENAPOR - PCAPassar do sistema portuário tradicional ao moderno é o maior desafio da ENAPOR - PCA

Espargos, 27 Mar (Inforpress) - O presidente do Conselho de Administração (PCA) da Enapor, Jorge Maurício asseverou hoje na ilha do Sal que o maior desafio que se coloca à empresa é passar do sistema portuário tradicional ao moderno.

Mais...

estatuto

Assinaturas Inforpress

paywall4

01Notícias Relevantes Fique sempre informado sobre os principais acontecimentos de Cabo Verde e do Mundo.

02Informação de Qualidade Produzimos informação com independência, rigor e qualidade.

03Diversidade de Cobertura Pomos à disposição do público informação actualizada sobre os mais variados aspectos.

 

Fogo: “Água para Viver” lamenta encerramento do centro de Ponta Verde mas autarquia mostra-se disponível para encontrar uma saída

São Filipe, 28 Fev (Inforpress) – A Associação “Água para Viver”, com sede na Holanda, lamentou o encerramento do Centro de Formação Profissional de Ponta Verde (CFPPV) mas a Câmara de São Filipe já se disponibilizoupara, em parceria com a associação, encontrar uma saída para a infra-estrutura.

O centro , cuja construção e equipamento foram suportados pela própria associação, entrou em funcionamento em 2006 e durante cinco anos formou algumas centenas de jovens nas áreas de carpintaria, electricidade, canalização e serralharia/alumínio, sendo que a maioria deles estão no mercado de trabalho, mas o espaço há cerca de seis anos que deixou de funcionar.

No final da semana passada, durante a cerimónia de inauguração da Casa das Comunidades e Banderona, em Campanas de Baixo, financiada igualmente pela associação Água para Viver, quer o presidente desta organização, Agnelo Spínola, quer o tesoureiro desta organização, lamentaram o encerramento do centro, o que na óptica dos mesmos constitui um entrave para mobilização de fundos para novos projectos.

O centro deixou de funcionar pouco tempo depois da Associação ter investido cerca de 17 mil contos na sua ampliação e equipamento do novo espaço, mas continua de portas fechadas, sendo que o investimento fora direccionado para  centro de Ponta Verde (construção, ampliação e equipamentos, rondando os 45 mil contos).

Agnelo Spínola disse que entre 2006 e 2011, o centro funcionou graças a parcerias com  Instituições como o Instituto de Emprego e Formação Profissional, Comissão Regional de Parceiros, Bornefonden e Embaixada dos Estados Unidos da América.

Explicou, entretanto, que com a construção do Centro de Emprego e Formação Profissional Fogo e Brava, situado em São Filipe, o de Ponta Verde fechou-se por falta de financiamento, apesar de dispor de espaços e equipamentos para continuar a dar formação profissional.

O vereador da Educação, Infra-estruturas, Urbanização, Planeamento do Território e Habitação, da edilidade de São Filipe, Lucas Alves, presente na cerimónia da inauguração da Casa das Comunidades, disse que a edilidade está aberta e disponível para celebrar parcerias para o funcionamento do centro de formação de Ponta Verde.

Lucas Alves afirmou que é necessário redinamizar o centro de Ponta Verde, quer para dar continuidade às áreas que vinham ministrando quer para outras áreas de formação.

JR/JMV

Inforpress/fim

Please publish modules in offcanvas position.