Espargos, 17 Fev (Inforpress) - O administrador da Empresa de Segurança Aérea (ASA), Aniceto Barbosa garantiu hoje que a pista na ilha da Boa Vista está operacional em toda a sua valência de operacionalidade, desmentindo, assim, a notícia veiculada num dos jornais da praça.

Aniceto Barbosa fez essas considerações durante uma conferência de imprensa, a título de esclarecimento, face à notícia veiculada hoje no jornal A Nação, intitulada “Aeroporto da Boa Vista pode ser encerrado”, onde, num dos parágrafos lê-se também: “constituindo um grave perigo das aeronaves numa ilha em que o turismo vem crescendo de forma acentuada”.

Perante a situação, Barbosa disse que a ASA, enquanto empresa gestora dos aeroportos e da navegação aérea, deve clarificar à opinião pública e aos clientes, ou seja, os operadores aéreos, que a pista da Boa Vista está operacional “em toda a sua valência de operacionalidade”.

Aniceto Barbosa explica que a pista foi dimensionada para quatro voos semanais, porém hoje recebe 42 voos por semana, e vem sendo monitorizada “permanentemente” tendo em conta este “crescimento acentuado” do movimento aeroportuário nas ilhas do Sal e da Boa Vista, em concreto, o que obriga, segundo disse, a essa monitorização das infraestruturas no geral e da pista em particular.

“Os níveis de segurança operacional não estão em causa tendo em conta a nossa própria monitorização e a nossa avaliação de risco permanente em relação às operações aeroportuárias, em concertação com a própria Agência da Aviação Civil que também faz a sua monitorização e inspecção periódica, e no caso da Boa Vista em permanência”, enfatizou Aniceto Barbosa.

Assim, considerando que o título ostentado neste jornal poderá levar a “más interpretações ou mau entendimento”, o administrador, entende que neste sentido, convém esclarecer à opinião pública e tranquilizar os clientes, as operadoras aéreas, passageiros, e toda a comunidade cabo-verdiana.

“Garantimos que o aeroporto da Boa Vista está operacional e devidamente certificado pela AAC e continua. O propósito da ASA é manter esses níveis de segurança e acompanhar a evolução do tráfego em Boa Vista e a fadiga que qualquer infraestrutura do género pode sofrer com o aumento das operações”, reiterou.

Aniceto Barbosa conclui a conferência, enfatizando que o negócio da ASA é servir bem os seus clientes na vertente segurança, em primeiro lugar.

“Nós somos os primeiros defensores de um aeroporto seguro. Um aeroporto seguro passa obrigatoriamente pela pista segura. E é isso que estamos a fazer. Manter todas as pistas de Cabo Verde seguras para a operação de tráfego nesses aeroportos”, afiançou.

SC/FP

Inforpress/Fim

Assinaturas Inforpress

paywall4

01Notícias Relevantes Fique sempre informado sobre os principais acontecimentos de Cabo Verde e do Mundo.

02Informação de Qualidade Produzimos informação com independência, rigor e qualidade.

03Diversidade de Cobertura Pomos à disposição do público informação actualizada sobre os mais variados aspectos.