Porto Inglês, 16 Mar (Inforpress) - A Câmara Municipal do Maio deu início à sua política de infra-estruturação da ilha com aposta em matéria-prima local como forma de valorizar estes materiais e criar mais emprego.

O primeiro povoado contemplado com esta medida da edilidade maiense é Pilão Cão, onde as obras de requalificação urbana e ambiental arrancaram terça-feira.

Segundo a vereadora que responde pelo Urbanismo, Ambiente e Saneamento, Habitação Social e Infra-estruturas, Carolina Santos, serão utilizadas matérias-primas locais, nomeadamente o basalto, uma forma de valorizar o produto e também de criar emprego.

Até ao momento, informou Carolina Santos, estão identificados, pelo menos, 22 profissionais que irão fornecer paralelos de basalto para a referida obra.

A obra tem um prazo de execução de cerca de três meses e é financiada pelo tesouro municipal, em 3,5 mil contos, no quadro da política de infra-estruturação da câmara.

A mesma vai empregar, durante este período, de forma directa, cerca de 40 pessoas das comunidades de Pilão Cão e Alcatraz.

“Em cada obra desenvolvida vamos procurando dar oportunidades de emprego às pessoas das comunidades próximas”, salientou a vereadora.

“O projecto contempla uma área de cerca de 2.200 metros quadrados, prevê arruamentos, passeios, estradas e espaço verde, tudo numa perspectiva de desenvolvimento local”, observou Carolina Santos.

WN/CP

Inforpress/Fim

estatuto

Assinaturas Inforpress

paywall4

01Notícias Relevantes Fique sempre informado sobre os principais acontecimentos de Cabo Verde e do Mundo.

02Informação de Qualidade Produzimos informação com independência, rigor e qualidade.

03Diversidade de Cobertura Pomos à disposição do público informação actualizada sobre os mais variados aspectos.