Cidade da Praia, 14 Mar (Inforpress) - O director nacional das Aldeias Infantis SOS Cabo Verde disse hoje, na Cidade da Praia, que a assinatura do protocolo com o ISCJ vai contribuir para que alguns dos jovens do centro encontrem oportunidade de prosseguimento dos estudos.

A declaração de Dionísio Pereira foi feita após a assinatura do protocolo com o Instituto Superior de Ciências Jurídicas e Sociais (ISCJS), numa cerimónia que decorreu nas instalações da Direcção Nacional das Aldeias Infantis SOS, em Achada São Filipe.

“Nós temos tido enorme dificuldade em conseguir recursos para financiar as bolsas do ensino superior por parte dos nossos estudantes, de modo que esta facilidade que agora surge do lado do ISCJS, irá contribuir positivamente nos estudos dos nossos jovens”, apontou.

O director nacional das Aldeias SOS acrescentou ainda que o gesto do ISCJS, direccionado para a organização, vai facilitar o trabalho na execução das propinas, nos compromissos com as crianças e jovens da instituição e na ajuda da melhoria de condições de vida de muitas famílias cabo-verdianas.

“Muitos dos nossos jovens já concluíram suas formações quer ao nível profissional quer ao ensino secundário e conseguiram melhorar as suas condições de vida e das suas respectivas famílias”, salientou, acrescentando que as Aldeias intervêm ainda em um conjunto de factores, nomeadamente a pobreza, desestruturação familiar e a insegurança.

Por seu turno, a presidente do ISCJS, Yara Miranda, enalteceu o “papel fundamental” das Aldeias na área social, não só a nível nacional, mas também internacional.

“Para nós é uma honra a materialização dessa parceria que representa aquilo que a instituição vem desempenhado na sociedade”, afirmou, indicando que o protocolo visa ainda a aproximação da academia na comunidade cabo-verdiana.

“Essa parceria representa uma forma de criar uma ponte entre o instituto e a comunidade exterior, na colocação da ciência ao serviço das famílias e crianças do país”, rematou, justificando que esperam desta parceria consequências frutíferas em prol da população cabo-verdiana.

A assinatura deste protocolo contribuirá também para a estratégia de inclusão social de ambas as partes no domínio da formação académica e qualificação profissional, através das acções de desenvolvimento de programas de ensino e formação e promoção de eventos científicos, nomeadamente palestras, debates e conferências.

AF/CP

Inforpress/Fim

estatuto

Assinaturas Inforpress

paywall4

01Notícias Relevantes Fique sempre informado sobre os principais acontecimentos de Cabo Verde e do Mundo.

02Informação de Qualidade Produzimos informação com independência, rigor e qualidade.

03Diversidade de Cobertura Pomos à disposição do público informação actualizada sobre os mais variados aspectos.