São Filipe, 21 Mar (Inforpress) – O cabeça de lista do Partido Popular (PP) no círculo eleitoral do Fogo, Emanuel Pina Andrade, reagiu aos resultados do seu partido nas eleições de domingo (20) dizendo que a sua candidatura “não foi em vão porque a mensagem ficou”.

“O povo não confiou em nós, mas acreditamos que a escolha do povo é a melhor”, disse Emanuel Pina Andrade, que promete continuar a trabalhar pelos ideais do PP e, se for possível, “estar presente, mais uma vez, daqui a cinco anos”.

Segundo Emanuel Pina Andrade, a sua candidatura “fez o possível” nesta campanha mas não atingiu os objectivos e curva-se perante a “escolha do povo”.

O Partido Popular, recentemente criado, participou pela primeira vez numa eleição legislativa e apresentou-se a sufrágio apenas nos círculos eleitorais do Fogo, de Santiago Sul e de Santiago Norte.

Nas eleições deste domingo, 20 de Março, na ilha do Fogo, os dados provisórios indicam que o Movimento para a Democracia (MpD) venceu com 7.609 votos e elegeu três deputados, o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) baixou para a segunda posição com 7.568 votos (menos 41 votos que o partido adversário) e elegeu dois deputados.

A União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID) conseguiu 123 votos (nenhum deputado) e o Partido Popular conseguiu 80 votos (nenhum deputado).

A nível nacional, quando estão apuradas 1.187 mesas (95,6 %), os dados disponíveis indicam que o MpD venceu as eleições com maioria absoluta (53,6 %) e já elegeu 37 deputados, o PAICV é a segunda força política mais votada com 37,5 % dos votos validamente expressos (26 deputados já eleitos), a UCID vem em terceiro lugar e já elegeu três deputados (06,8 % dos votos).

Faltam eleger os seis deputados dos círculos da diáspora, nomeadamente, África (2), Américas (2) e Europa e Resto do Mundo (2).

HF/CP
Inforpress/Fim

HELIX_TAGS: