Cidade da Praia, 14 Mar (Inforpress) - A educação cívica, formação e sensibilização, visando preparar os eleitores para os próximos embates eleitorais, são as prioridades da Comissão Nacional das Eleições (CNE) em 2017, garantiu hoje, na Cidade da Praia, a presidente da instituição.

Em declarações à Inforpress no final de uma audiênciacom a Comissão Especializada de Assuntos Constitucionais, Direitos Humanos, Segurança e Reforma do Estado, a presidente da CNE, Maria do Rosário Pereira Gonçalves,  disse também que em 2018/19 vão ser reforçadas as actividades, tendo em conta a importância do exercício da cidadania.

“É muito importante a aposta na educação cívica, formação cívica e sensibilização dos cidadãos em matérias relacionadas com a importância das eleições em democracia”, sublinhou a presidente da CNE, durante a audiência parlamentar.

Segundo a presidente da CNE, as actividades sobre a educação cívica, formação e sensibilização serão direccionadas para os futuros eleitores jovens, com pelo menos 14 anos, que poderão votar nas próximas eleições autárquicas e legislativas.

Por isso, a responsável exorta as outras entidades e serviços da administração eleitoral e os partidos políticos a “investirem fortemente” na educação cívica, formação cívica e sensibilização, bem como na construção de uma “identidade política nacional” virada para a participação.

“Isto se se pretende uma democracia de qualidade e participada para o próximo ciclo eleitoral”, rematou.

A par das actividades de educação cívica, formação cívica e sensibilização dirigidas aos jovens, principalmente nos liceus, a CNE pretende igualmente realizar uma acção de formação em matéria eleitoral.

A realização do curso de verão nas universidades, a formação continua dos agentes eleitorais, nomeadamente dos membros da mesa, o trabalho com os partidos políticos para preparar o processo eleitoral de 2020 e 2021 em Cabo Verde, são outras propostas da CNE para o ano de 2017.

“É preciso lançar um novo olhar no processo eleitoral, e a mobilização dos eleitores para irem votar deve ser feita atempadamente e não próximas das eleições”, frisou Maria do Rosário Pereira Gonçalves.

JL/AA

Inforpress/Fim

estatuto

Assinaturas Inforpress

paywall4

01Notícias Relevantes Fique sempre informado sobre os principais acontecimentos de Cabo Verde e do Mundo.

02Informação de Qualidade Produzimos informação com independência, rigor e qualidade.

03Diversidade de Cobertura Pomos à disposição do público informação actualizada sobre os mais variados aspectos.